Available Filters

Escola e desenvolvimento humano: contribuições da psicologia da educação

Giovanna Marafon, Jussara Cristina Barboza Tortella

Para compartilhar:

Descrição

APRESENTAÇÃO

A coletânea que tivemos a alegria de organizar e temos a satisfação de apresentar resulta de um trabalho coletivo, iniciado muito antes no âmbito do Grupo de Trabalho (GT 20) Psicologia da Educação, da Regional Sudeste da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd). O encontro do GT20 da Regional Sudeste da ANPEd, de 2018, fomentou a articulação e produção de um primeiro livro intitulado “Narrativas e Psicologia da Educação: pesquisa e formação”, organizado por Maria Eliza Mattosinho Bernardes, em 2019. Na Reunião Regional Sudeste da ANPEd do ano seguinte, o GT Psicologia da Educação recebeu um número maior de comunicações e participantes, dos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, totalizando 14 comunicações apresentadas em importantes discussões realizadas ao longo de quatro dias de atividades remotas, em meio à pandemia de covid-19.

Desse profícuo encontro acontecido no desafiador ano de 2020 resultou a proposta de organização de um novo livro. Assim, ao final da ANPEd de 2020, o GT deliberou pela organização deste que se constitui o segundo volume de contribuições da Psicologia da Educação. Para isso, assumimos conjuntamente a organização da presente obra, com o intuito de lançá-la na Reunião Nacional da ANPEd, a se realizar em 2021, ainda no formato online, sediada em Belém do Pará, na UFPA. Para organizar o livro, constituímos um trio de trabalhos e trocas virtuais ao longo de praticamente um ano de atividades. Começamos pelo convite a colegas que haviam participado das sessões do GT no ano de 2020 e, entre elas (eles), recebemos 15 textos provenientes de autoras(es) das seguintes universidades da região sudeste do Brasil: UFMG, USP, UERJ, PUC-Campinas, PUC-SP, USF e Mackenzie. Esses manuscritos originais se tornaram os capítulos que constituem tecido e dão sustentação à obra. Tivemos de desenvolver prazos e sistemas de trabalho, com o envio dos textos a pareceristas, de universidades públicas e privadas, que atuaram como revisoras(es) técnicas(os) de cada capítulo. Os textos passaram por revisões e ajustes e, aos poucos, foram dando corpo à coletânea, que contou com o honroso prefácio da prof. Sonia Shima Barroco, coordenadora do GT 20 nacional. Encontramos na Pedro e João Editores a acolhida para o projeto de edição e o apoio para nos lançarmos na concretização da proposta em livro, nos formatos digital e impresso.

Há que se ressaltar que as(os) 28 autoras(es), ao produzirem os capítulos, revelaram um profundo conhecimento sobre a complexidade dos fatores que intervêm no desenvolvimento humano e nas relações estabelecidas na escola. Retratam a produção de novos conhecimentos construídos a partir dos resultados de pesquisas que abordaram temas como: formação de professoras(es) e de psicólogas(os), inclusão, autorregulação, aprendizagens, trabalho docente, projetos de vida, cognição e afetividade, brincar e desenhar.

Chegamos na reta final do processo coletivo de organização da coletânea nos dias que se avizinhavam ao centenário de Paulo Freire, celebrado a 19 de setembro de 2021, além disso, a 40a Reunião da ANPEd homenageia a presença afetuosa e revolucionária que o pernambucano ofereceu ao mundo e à educação.

Nos rastros do percurso e nas palavras e páginas que seguem nesta obra, trazemos os anseios de uma educação democrática e libertadora de toda forma de opressão. Coadunamos esses anseios em nossas produções na Psicologia da Educação, expressas neste livro que articula Escola e desenvolvimento Humano, sementes de um porvir que precisa saber de onde veio. Como professoras e pesquisadoras, inspiramo-nos em Freire, autor de “Pedagogia da Autonomia”, na seguinte afirmação: “A atividade docente de que a discente não se separa é uma experiência alegre por natureza. E falso também tomar como inconciliáveis seriedade docente e alegria, como se a alegria fosse inimiga da rigoridade” (FREIRE, 2002, p. 53).

Por isso, evocamos a alegria, a seriedade e o rigor como elementos e afetos principais com que praticamos a docência e a organização de nossos escritos e das(os) colegas que compõem a coletânea. Em momentos tão difíceis como temos vivido no Brasil, com desrespeito à educação, escrever, publicar e partilhar nossos fazeres com seriedade e rigor, e também com alegria, são modos de resistência. Ainda, nas palavras do educador Freire: “A alegria não chega apenas no encontro do achado mas faz parte do processo da busca. E ensinar e aprender não podem dar-se fora da procura, fora da boniteza e da alegria” (idem).

Na procura a que estamos sempre lançadas, o estudar é presente. Para pesquisar e para escrever estudamos com outras e outros. Nesse sentido, como notas inconclusivas e convidativas ao ato de estudar, uma vez mais com o sábio educador Paulo: “Estudar é uma forma de reinventar, de recriar, de reescrever – tarefa de sujeito e não de objeto. 11 Desta maneira, não é possível a quem estuda, numa tal perspectiva, alienar-se ao texto, renunciando assim à sua atitude crítica em face dele” (FREIRE, 1981, p. 9).

Os saberes presentes neste livro permitem lembrar que saber é também sabor, sabe à terra tal qual a que foi solo para as aprendizagens do jovem Freire, à beira da árvore do quintal de sua casa, aberto ao mundo, a encontros, deficiência, palavras, afetos, crianças, diários, desenhos, música, linguagem, educadoras(es), história, autoras(es), lembranças e narrativas.

Desejamos que saboreiem as leituras, com atitude crítica, e façamnas chegar a antigos e novos cantos.

Setembro de 2021.

Giovanna Marafon (UERJ),
Jussara Cristina Barboza Tortella (PUC-Campinas)
Maria Silvia Pinto de Moura Librandi da Rocha (PUC-Campinas)

Referências

FREIRE, P. Considerações em torno do ato de estudar (1968). In: Ação Cultural para a Liberdade e outros escritos. 5a ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1981.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. 25a ed. São Paulo/ Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002.

Informação adicional

Ano de lançamento

2021

ISBN

978-65-5869-555-4

ISBN [e-book]

978-65-5869-556-1

Número de páginas

353

Organização

Giovanna Marafon, Jussara Cristina Barboza Tortella

Formato