Available Filters

Multilinguagens, tecnologias e letramentos em EAD: questões didáticas no ensino superior.

Francisco Renato Lima, Jovina da Silva

Para compartilhar:

Descrição

PREFÁCIO

Criar meu website
Fazer minha homepage
Com quantos gigabytes
Se faz uma jangada
Um barco que veleje

(Gilberto Gil)

As tecnologias influenciaram decisivamente os modos de ensinar e de aprender na contemporaneidade. Desde os primórdios das tecnologias analógicas, com a educação ofertada via rádio ou pela TV, temos sido desafiados a pensar nos efeitos inalienáveis dessa mediação educacional atravessada por suportes até então desconhecidos. Indo ainda mais longe, poderíamos pensar em resquícios da educação a distância na prática bastante disseminada dos cursos profissionalizantes através das correspondências. Em suma, o advento da Educação a Distância (EAD) desde sempre provocou rupturas numa certa posição categórica dos papéis sociais dos agentes da educação presencial. Ao apostar na autonomia do sujeito aprendiz, o ensino a distância oblitera o caráter meramente receptivo do discente, em alguns contextos da interação face a face.

O livro escrito por Jovina da Silva e Francisco Renato Lima traça um painel bastante representativo das especificidades da EAD no âmbito do nível superior, na medida em que problematiza os saberes, as metodologias e os pressupostos teóricos que norteiam a elaboração de material didático, a autonomia e a aprendizagem do ensino na EAD, o papel seminal desempenhado pela sintaxe digital, a partir do hipertexto, dos multiletramentos e dos gêneros predominantes no campo cibernético, na condução da EAD, as configurações dos processos de leitura e escrita no meio digital, dentre outros aspectos tão bem delineados no decurso da obra. Tem-se uma discussão bem frutífera em torno dos vários enigmas que circundam o campo do ensino a distância. Ainda que haja uma reflexão deveras assentada acerca dessas questões no meio acadêmico, ainda há muito a ser discutido, a ser discursivizado, a ser problematizado.

Pelo menos dois méritos devem ser realçados na obra em foco. Primeiro, o caráter objetivo das elucubrações e a potencialidade pedagógica do livro. A objetividade faz-se presente no conjunto das discussões que não perdem de vista o seu objeto, não caindo na digressão pretensiosamente científica, ao lançar mão de uma linguagem clara e acessível, de modo a se configurar num material coeso e articulado. Já a potencialidade pedagógica diz respeito aos desdobramentos que a obra em análise pode incutir na prática do docente e do discente no contexto da EAD. O comprometimento dos autores nesse aspecto liga-se diretamente às aspirações e às demandas dos que estudam e lecionam nesse tipo de educação.

Em linhas gerais, recomenda-se a leitura da obra não apenas para quem atua na EAD, mas para todos os docentes, para professores em formação e demais interessados, tendo em vista a atestada qualidade do livro em questão. Pensar acerca do modo como as tecnologias afetam a educação redunda em ponderar a respeito dos respingos das tecnologias na produção de nossa subjetividade e do mundo que nos cerca. Um enunciado que ficou famoso na década de 1970 e, inclusive figurou como título de um audiobook do arquiteto inglês Cedric Price, faz-se mais atual que nunca: tecnologia é a resposta, mas qual era mesmo a questão?

Francisco Vieira da Silva Professor Doutor em Linguística (UFPB)
Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA)
Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN)
Caraúbas, Rio Grande do Norte, janeiro de 2018.

Informação adicional

Ano de lançamento

2018

Autoria

Francisco Renato Lima, Jovina da Silva

ISBN

978-85-7993-482-7

ISBN [e-book]

978-85-7993-522-0

Número de páginas

186

Formato