0
R$0,00
Mini Cart
  • Carrinho vazio

    Nenhum produto adicionado.

Portfólio: pra que te quero?

Portfólio: pra que te quero?

R$40,00

Prefácio

Lá se vão alguns anos quando eu comecei a estudar a respeito de portfólios na educação. Eu nem sabia ainda que se dava este nome, mas usava o conceito nas minhas aulas de matemática no ensino médio, em especial, com estudantes que viriam a ser professoras na educação infantil e nos anos iniciais do fundamental.
Não demorei muito a perceber que a organização das pastas pelos estudantes dava a eles a dimensão de sua aprendizagem, de sua evolução, e mesmo de pontos que ainda não estavam consolidados na aprendizagem. Por outro lado, eu também podia observar as marcas do meu ensinar naquelas pastas. Na documentação de cada estudante, ensino e aprendizagem se tornavam visíveis.
Aprofundando minhas ações de pesquisadora e de formadora de professores, eu pude ampliar os estudos a respeito desse instrumento de avaliação que permite partilha, criatividade, participação individual e coletiva e modifica significativamente a ação avaliativa. Foi em uma das muitas ações que fiz de formação continuada docente, que conheci Denise e seus estudos a respeito de avaliação na educação infantil com foco nos registros e documentação pedagógica, em especial, os portfólios.
Assim, ao ser convidada para escrever o prefácio de Portfólio pra que te quero?, eu sabia que veria o resultado de uma pesquisa em ação, uma vez que a autora construiu este livro, articulando sua experiência de coordenadora pedagógica, formadora de professores e estudiosa do tema da avaliação. Cada uma das partes que compõem a obra, mostra o portfólio como testemunha da ação pedagógica, do registro processual de um trabalho com história, significado e identidade. Ao longo do livro, a autora revela que a utilização do portfólio envolve interpenetrações multidimensionais do processo de ensino e aprendizagem, não apenas a pedagógica, mas psicológica, emocional e social. Assim, o portfólio surge como um instrumento que valoriza a reflexão e a ação da criança, porque mostra um pouco da sua personalidade, sua forma de ser, imaginar, aprender e de pensar. Através dessa documentação, o educador e educando constroem uma avaliação compartilhada, por meio da qual é possível compreender anseios, conquistas, superação de desafios e a evolução individual e coletiva, além da própria ação didática do educador.
Nos estudos mostrados neste livro, fica claro que o portfólio constitui importante elemento de comunicação entre educando e educador, entre educador e família, entre estudantes e famílias, funcionando como regulação do processo educativo e como instrumento de avaliação sobretudo formativo.
Capítulo a capítulo, a autora nos conduz a um estudo fundamentado, cuidadoso, mediado por exemplos e sugestões de práticas que torna possível compreender que um portfólio não se faz ao armazenar folhas em um recipiente, mas quando se convida o estudante a registrar a história de seu percurso de modo a revelar realizações pessoais, que reflitam mudanças, por meio de experiências de aprendizagem que tenham sido significativas e causado transformações importantes.
Assim, o livro é um convite à aprendizagem conjunta a respeito do tema e, sem dúvida, já se mostra uma contribuição de destaque para a formação de outros educadores que poderão entender por que e para que os portfólios são potente recurso na educação, em especial, na educação da infância.
Katia Smole
Dra. em Educação Pela FEUSP
Diretora do Instituto Reúna

Em estoque

Categoria:

Descrição

Denise Tonello
Portfólio: pra que te quero? 2ª ed. São Carlos: Pedro & João Editores,
2022. 107 p. 14 x 21 cm.
ISBN: 978-65-5869-674-2 [Impresso/1ª ed.]
978-65-5869-749-7 [Impresso/2ª ed.]
1. Portfólio. 2. Formação de professores. 3. Educação da infância.
I. Título.
CDD – 370