Available Filters

Afeto(s) e(m) discurso: movimentos dos sujeitos e dos sentidos na história

Atilio Catosso Salles, Fernanda Luzia Lunkes, Luiza Castello Branco

Para compartilhar:

Descrição

AFETOS E(M) DISCURSO: O QUE (NÃO) SE PODE/CONSEGUE DIZER SOBRE OS AFETOS?

Atilio Catosso Salles
Fernanda Lunkes
Luiza Castello Branco

Travo um combate sem tréguas com palavras indomáveis. (Helena Kolody, Rodeio, 1986)

O poema de Kolody afeta-nos especialmente por colocar em questão a incompletude dos sujeitos e da língua(gem). Retomando Eni Orlandi (2013, p. 17 [1]) a partir de sua apresentação acerca dos sentidos em fuga, compreendidos como “sentidos que explodem, desorganizam-se e partem em todas as direções”, diríamos que a indomabilidade posta em questão no poético do texto relaciona-se sobretudo aos sentidos em funcionamento na atualidade.

A indomabilidade relaciona-se ainda ao indizível, que não cessa de demandar significação. A dor, o desamparo, a angústia, a revolta, o amor, a solidariedade, assim como outros discursos de e sobre (ORLANDI, 1996[2] ; MARIANI, 1998[3] ) afeto(s) irrompem no corpo das palavras, no corpo do sujeito, no corpo, enfim, das diferentes materialidades significantes (ORLANDI, 1995[4];

LAGAZZI, 2009[5] ), colocando-nos às voltas com questões singulares e sociais que comparecem em seu ineditismo e emergência. Afeto(s) que ganha(m) (o) corpo da/na formulação.

A tomada de posição assumida aqui parte de uma concepção de afeto enquanto discurso, o qual inscreve o político, o ideológico e o histórico. Afeto(s), pois, que marca(m) uma divisão, uma disputa de sentidos. Afeto(s) como disputa e afeto(s) em disputa na história.

Esta obra se endereçou a um número grande de pesquisadores pelas diferentes crises que assolam a todos nós desde 2016, culminando com a tragédia da pandemia em 2019. Todavia, para nossa alegria, muitos aceitaram – por diferentes motivos, razões e desejos. Nossa aposta foi oportunizar um espaço de/para a escuta de trabalhos em Análise de Discurso de base materialista e áreas afins que, a partir de diferentes perguntas e gestos de análise, situam os efeitos de sentido produzidos a partir de discursos de e sobre o(s) afeto(s).

…breve interlúdio…

(PASSA)(ENTRE)TEMPO(S)

Tempo que (de)manda
Tempo que (des)mancha
Tempo que (es)(a)colhe
Tempo que (se)para
Tempo que (con)flui
Tempo que (con)(es)corre
Tempo que (v)/(s)ao
Tempo (t)/(m)eu
Tempo de/para (f)/(s)/(m)im

Fernanda Lunkes

Após esse momento de pausa, de um fôlego que impomos ao texto a partir de um recuo com/de afeto nestes tempos repletos de urgências e asperezas de toda ordem, trazemos nossa leitura do que se apresenta em cada um dos textos que compõem a presente obra.

Resta confessar que, nessa leitura, afetados pela necessidade e pela possibilidade de conseguir um respiro, um recomeço de caminho, permitimo-nos separar os textos em duas sessões, uma sucedendo a outra. Sabemos que essa seleção criada comparece como efeito, e que, ao sujeito leitor, importará o percurso de leitura que melhor o conduzir nesse processo.

Assim, a primeira parte do livro reúne textos que se dedicam a compreender possíveis relações de sentidos de/do(s) afeto(s) com a língua e com a história.

[…]

[1] ORLANDI, Eni. A palavra dança e o mundo roda: Polícia!! In: GUIMARÃES, Eduardo. Cidade, linguagem e tecnologia: 20 anos de história. Campinas, SP: LABEURB, 2013. p. 13-29.

[2] ORLANDI, Eni. A linguagem e seu funcionamento: as formas do discurso. 4. ed. Campinas: Pontes, 1996.

[3] MARIANI, Bethania. O PCB e a imprensa: os comunistas no imaginário dos jornais (1922-1989). Rio de Janeiro: Revan; Campinas: Editora da Unicamp, 1998.

[4] ORLANDI, Eni. Efeitos do verbal sobre o não verbal. RUA, Revista do Núcleo de Desenvolvimento da criatividade, nº 01, Unicamp, Campinas, 1995.

[5] LAGAZZI, S. O recorte significante da memória. In: INDURSKY, Freda; FERREIRA, Maria Cristina Leandro; MITTMANN, Solange. O discurso na contemporaneidade. São Carlos: Claraluz, 2009, p. 65-78.

Informação adicional

Ano de lançamento

2022

Número de páginas

333

ISBN [e-book]

978-65-5869-698-8

Organização

Atilio Catosso Salles, Fernanda Luzia Lunkes, Luiza Castello Branco

Formato