Available Filters

Pós-memória e decolonialidade no ensino de línguas no Brasil: as origens do status quo

Andréa Mattos, Érika Amâncio Caetano

Para compartilhar:

Descrição

APRESENTAÇÃO

Este livro apresenta uma investigação envolvendo a relação entre pós-memória, identidade dos professores de línguas brasileiros e cultura de sala de aula. Para tanto, foram convidados cinco professores atuantes em universidades públicas de Minas Gerais – mais especificamente em Ouro Preto, Diamantina, São João Del Rei e Belo Horizonte. Foi desenvolvida uma sequência didática envolvendo literatura pertinente e discussões acerca dos conceitos de memória e pós-memória, identidade e cultura, para que professores e seus alunos de graduação e pós-graduação pudessem problematizar a influência do legado colonial, tão notório em Minas Gerais, na formação identitária dos professores de línguas aqui presentes e nas regras, valores e práticas que permeiam suas aulas. O primeiro capítulo apresenta uma introdução à concepção da pesquisa em si. Seguem-se a ele cinco capítulos escritos pelos professores convidados a participar dessa investigação, em que eles relatam de forma subjetiva suas experiências e percepções com a condução do trabalho em suas turmas. Tais relatos abrem espaço para os capítulos finais, escritos pelos próprios participantes e por autores convidados, abordando temáticas emergentes da pesquisa, como memória e pós-memória no ensino de línguas, identidade, cultura e perspectivas decoloniais para desconstruir memórias, identidades e práticas culturais não mais (e nunca antes) adequadas. Espera-se que o presente estudo possa enriquecer as discussões envolvendo a formação de professores de línguas sob o ponto de vista do legado sócio-histórico dentro da educação brasileira.

Informação adicional

Ano de lançamento

2021

ISBN

978-65-5869-392-5

ISBN [e-book]

978-65-5869-423-6

Número de páginas

251

Organização

Andréa Mattos, Érika Amâncio Caetano

Formato