Available Filters

Três décadas de planejamento em áreas rurais: balanços e perspectivas

Cidonea Machado Deponti, Tanise Dias Freitas

Para compartilhar:

Descrição

PREFÁCIO

O livro Três Décadas de Planejamento das Áreas Rurais – balanço e perspectivas chega em momento muito oportuno. A crise mundial que enfrentamos – sanitária, econômica, social, ambiental e institucional – demanda uma reflexão profunda sobre os rumos do desenvolvimento e sobre a nossa capacidade de planejar e construir um futuro mais justo, igualitário e sustentável.

As desigualdades estruturais que marcam a América Latina se fizeram notar mais do que nunca a partir de abril de 2020, nos afastando ainda mais da possibilidade de alcançar em 2030 os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Os desafios que o mundo rural latino-americano já enfrentava se exacerbaram. E isso tem uma consequência importante para a Agenda 2030, uma vez que das 169 metas dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, 132 (78% do total das metas) tem forte relação com o que acontece nas áreas rurais. Destas, 36 se alcançarão exclusivamente a partir do entorno rural, segundo estudo do Escritório Regional da FAO para América Latina e Caribe.

Porém, mesmo neste cenário assombroso em que nos encontramos, é possível identificar e construir oportunidades para mudar o rumo das coisas. E por isso mesmo é tão oportuno retomar o debate sobre o planejamento para as áreas rurais.

A análise das mudanças que aconteceram nos últimos trinta anos de planejamento para as áreas rurais, elaborada de forma coletiva pelos participantes do Workshop que deu origem a esta publicação, ilumina os processos e as características das principais transformações que foram moldando o ambiente – político, econômico, social, demográfico, ambiental e institucional – no qual os atores do desenvolvimento rural atuam.

O entusiasmo com a abordagem territorial do desenvolvimento rural que emerge a partir dos anos 1990 no Brasil e na América Latina segue existindo, mas vem acompanhado da necessária reflexão a respeito dos desafios que implicam superar o paradigma agrário e setorial que ainda orienta as políticas e as práticas.

Pensar o rural além do agrícola, aproveitar os vínculos entre o rural e o urbano, ir além dos limites geográficos de um município e avançar a outras escalas de planejamento, incorporar a diversidade de atores sociais na construção deste futuro desejado continuam sendo alguns dos desafios presentes em uma agenda renovada do planejamento para as áreas rurais.

Os três eixos temáticos que organizam o livro – a análise das transformações em curso nas áreas rurais, um olhar para experiências internacionais e uma sistematização das lições aprendidas com experiências no cenário nacional – se articulam em um convite ao leitor para explorar novas respostas para algumas das perguntas que seguem incomodando aos que continuamos nos importando com o futuro das regiões rurais do país.

Uma das principais fortalezas que tem esta publicação é o fato de que cada capítulo está ancorado em sólidas bases teóricas e metodológicas. Não se trata apenas de um apanhado de relatos, mas de um conjunto articulado de artigos que resultam de um rigoroso exercício de reflexão fundamentado no que tem de mais recente na literatura científica. No momento em que este livro vem à luz, tal característica é ainda mais necessária.

Além disso, é uma leitura estimulante também pela diversidade de temas emergentes que consegue abarcar, desde as novas configurações dos sistemas agroalimentares, a valorização dos serviços ecossistêmicos, a ênfase dada à participação dos atores nos processos de planejamento do desenvolvimento territorial rural até as trajetórias de transição agroecológica fundamentadas em soluções baseadas na natureza.

O que é comum a todos estes capítulos é a centralidade da ideia segundo a qual é preciso seguir inovando para superar os desafios a que se enfrenta este rural contemporâneo. As receitas do passado já não são suficientes. Estamos frente a desafios complexos que demandam muita criatividade e capacidade de diálogo para construir novos pactos sociais que permitam superar as forças que impedem o florescimento de sociedades rurais mais prósperas, inclusivas e sustentáveis.

Este livro que agora temos nas mãos é uma excelente contribuição a este esforço de construir o novo. Entrega ideias contundentes, rigorosas e criativas, que certamente serão fonte de inspiração para estudantes, pesquisadores, operadores de política, tomadores de decisão e demais atores envolvidos nos processos de planejamento para as áreas rurais.

Prof. Dr. Luiz Carlos Beduschi Filho

Oficial da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação

FAO/ONU

Informação adicional

Ano de lançamento

2021

ISBN [e-book]

978-65-5869-393-2

Número de páginas

407

Organização

Cidonea Machado Deponti, Tanise Dias Freitas

Formato