Available Filters

A formação continuada de professores pela via de grupos de estudo-reflexão

Fernanda Nunes da Silva, Mariangela Lima de Almeida

Para compartilhar:

Descrição

APRESENTAÇÃO

Instigadas pela garantia do direito de acesso, permanência e aprendizagem dos alunos público-alvo da Educação Especial (PAEE) (BRASIL, 2008) e entendendo a necessidade de mudanças na escola e nas práticas pedagógicas geralmente homogeneizantes (ALMEIDA, 2004; JESUS et al., 2010) para atender às necessidades de todos os alunos, vislumbramos, na formação continuada de professores, um caminho possível para as transformações almejadas rumo à construção de uma escola inclusiva.

Contudo, os diálogos estabelecidos durante nossa trajetória acadêmica e profissional apontavam a necessidade de formações continuadas realizadas “de dentro para fora” ou “de baixo para cima”, como os profissionais da educação costumam dizer, e não impostas sem considerar a realidade e os desafios concretos da escola. Nesse sentido, nossa busca sempre foi por processos de formação que concebessem o professor como um sujeito de conhecimento, como um profi ssional que articula saberes teóricos e práticos em sua prática pedagógica cotidiana, produzindo, nesse processo, conhecimentos que não podem ser desconsiderados (TARDIF, 2013).

Adotando como perspectiva teórico-metodológica a pesquisaação colaborativo-crítica, proposta por Carr e Kemmis (1988) a partir da teoria crítico-emancipatória de Habermas (2012, 2013, 2014), perguntávamos, em nossa pesquisa de mestrado, Ao término desta investigação, deparamo-nos com o desafio de elaborar um produto visando contribuir com o contexto educacional, mas que, coerente com nossa perspectiva teóricometodológica e epistemológica, não se configurasse em um modelo a ser meramente reproduzido sem as devidas reflexões por parte dos profissionais que atuam na educação. Nossa concepção de produto educacional está, então, sustentada em em que medida a formação continuada dos profissionais da educação, numa perspectiva da autorreflexão colaborativo-crítica, pode contribuir com o processo de inclusão escolar dos alunos público-alvo da Educação Especial.

Sánchez-Gamboa (2013), que afirma a assunção da pesquisa e da crítica na formação continuada como uma forma de inovação, na medida em que rompe com os modelos prontos e “aplicáveis” que historicamente vêm sendo reproduzidos nas formações de professores, assumindo a prática desses profissionais como ponto de partida.

Nessa perspectiva, buscamos apresentar uma proposta de formação continuada baseada em grupos de estudo-reflexão que podem ser constituídos, por exemplo, no âmbito das escolas, das secretarias de educação e outros espaços institucionais.

Apresentamos, aqui, um outro modo possível de instituir processos formativos, com alguns apontamentos que podem ajudar e estimular o desenvolvimento de diferentes processos de formação continuada de professores e demais profissionais da educação que, em nossa perspectiva, devem tomar como ponto de partida as demandas e interesses desses próprios profissionais.

Ressaltamos que a proposta de formação, fruto de nossa pesquisa de mestrado, vincula-se de maneira intrínseca ao trabalho de pesquisa-formação e extensão-colaboração que há anos vem sendo fomentado pelo Grupo de Pesquisa-Ação, Formação e Gestão da Educação Especial (Grufopees – CNPq/Ufes). Destinase, sobretudo, aos profissionais da educação que atuam em escolas públicas e/ou nas secretarias municipais de educação, podendo ser desenvolvida tanto em formações continuadas na escola – nos dias previstos em calendário escolar – quanto em formações organizadas pelos órgãos centrais – como aquelas ofertadas aos professores nos dias de seus planejamentos. Esperamos, no entanto, que nossa proposta não seja compreendida como um manual fechado a ser aplicado, mas sim como uma fonte de inspiração e de estímulo para que os próprios profissionais possam pensar e encontrar outros modos possíveis de “formar-se” nos diferentes contextos educativos.

Buscaremos, nos itens a seguir, responder o que consideramos ser as principais questões que podem orientar a construção dos grupos de estudo- reflexão, enquanto processo de formação continuada.

Informação adicional

Ano de lançamento

2019

Formato

ISBN [e-book]

978-85-7993-796-5

Número de páginas

47

Organização

Fernanda Nunes da Silva, Mariangela Lima de Almeida