Available Filters

Cem anos de Paulo Freire: esperança mais do que nunca

Dayanna Pereira dos Santos, Maria Carolina Terra Heberlein

Para compartilhar:

Descrição

PREFÁCIO

Uma celebração da igualdade

Vivemos tempos difíceis no Brasil. Ia escrever “obscuros”, mas se colocasse essa palavra estaria fazendo parte da uma das fealdades de nosso tempo, que, também na linguagem, associa uma cor ao que tem de desagradável, triste; sombrio, tenebroso no mundo; quando a cor obscura é a cor das pessoas que mais têm sofrido neste país e que mais têm ajudado a construí-lo e estão cheias de alegria e coisas luminosas. De modo que precisamos ter muito cuidado e atenção nas coisas mínimas, nos detalhes, nas palavras e pensamentos que afirmamos mesmo sem querer afirmar. Para isso é preciso muito estudo, dedicação, pensamento. E é justamente isso que faz o Grupo de Pesquisas Panecástica, Grupo de Estudos e Pesquisas sobreo Homem, o Trabalho e a Educação Profissional Tecnológica, do Instituto Federal de Goiás, um coletivo que se encontra para estudar e para pensar e convida parceiros a amigos para essa tarefa. Com estas modestas palavras quero simplesmente comemorar este trabalho esforçado, contínuo, coletivo, de nunca deixar de ler, estudar, escrever. Nada mais importante nestes tempos de autoritarismo, necedade e descaso com a educação e a saúde que vivemos no Brasil. Agradeço ao grupo Panecástica a generosidade que tem mostrado com meu trabalho e o cuidado e a inspiração que tem propiciado meu livro Paulo freire mais do que nunca: uma biografia filosófica (Vestígio, 2019), que o grupo estudou com dedicação e empenho singulares.

Hoje, data em que comemoramos o centenário de Paulo Freire, o livro propõe uma aproximação que considero potente e esperançadora entre dois pensadores da igualdade e da emancipação, duas obras e vidas entregues a pensar e praticar uma “outra” educação, a de Joseph Jacotot, na Europa, nos séculos VIIIXIX e a de nosso Paulo Freire que hoje faz justamente cem anos. Vivemos tempos de desprezo pela educação no Brasil, e a leitura dessas duas obras e o estudo de suas aproximações e distâncias são certamente uma referência para pensar e praticar uma educação de luta, resistência e contestação de uma ordem embrutecedoramente indigna de nós como a que estamos padecendo.

O presente livro é um exercício de igualdade e mostra o que pode uma inteligência quando não se pressupõe inferior a nenhuma outra inteligência. Mais ainda, ele explicita o que pode um coletivo, uma inteligência coletiva quando se dispõe a ler e a pensar junto, sem preconceitos e aberto a novas possibilidades. Os diferentes textos aqui apresentados discutem temáticas diversas como a infância (ainda muito a ser estudada tanto em Jacotot quanto em Freire); a conscientização (que aparece como um ponto de distância entre Freire e Jacotot); a reflexão docente; a educação neoliberal; a ciência e a consciência históricas; o diálogo problematizador; analisa também documentos oficiais elaborados pelo Banco Mundial e por organizações internacionais – UNICEF, UNESCO, Banco Mundial e Programa Alimentar Mundial (WFP) e proporciona desafios relacionados à implementação do ensino remoto no município de Goiânia-GO à luz da filosofia Freiriana. Ao mesmo tempo, apresenta e discute experiências práticas de alguns programas de formação inicial e continuada, como o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência – PIBID e Programa Residência Pedagógica – PRP, ambos realizados no âmbito de dois cursos de Licenciatura em Pedagogia do IFG no ano de 2020 num contexto de isolamento social imposto pela pandemia de COVID-19 e também os impactos sofridos em Goiás pela Educação de Jovens e Adultos durante o mesmo período de educação remota devido à pandemia de Covid-19. O livro também inclui relato de atividade de pesquisa do curso de Pedagogia relativa à confecção de recursos pedagógicos para o ensino da matemática no ensino fundamental, considerando o aprendizado entre estudantes com e sem necessidades educacionais especiais. É, portanto, um trabalho de estudo, discussão teórica e alcances práticos da filosofia panecástica em diálogo com Paulo Freire.

No dia em que Paulo Freire faz 100 anos – e afirmo isso no presente porque sua inspiração continua viva entre nós – este livro é um exemplo que mostra a potência e a energia gerativas de sua obra e vida. Nestes tempos de desprezo pela vida digna do povo, a amorosidade igualitária e menina de Paulo Freire não deixa de nos dar o que pensar e nos inspira a sonhar com outras vidas dentro e fora dos espaços educativos. Mal que pesem os distraídos, desatentos e mal-intencionados deturpadores de sua obra, sua vigência entre nós é de uma força inspiradora cada dia mais potente e nos dá forças para estudar, pensar e escrever, hoje mais do que nunca. Desejo então vida menina, igualitária e amorosa a este livro que está nascendo entre nós.

Aracaju, 19 de setembro de 2021.

Walter Omar Kohan

 

Informação adicional

Ano de lançamento

2021

ISBN [e-book]

978-65-5869-649-0

ISBN

978-65-5869-648-3

Número de páginas

213

Formato

Organização

Dayanna Pereira dos Santos, Maria Carolina Terra Heberlein