Available Filters

Entre teorias e práticas: Linguística, Literatura e Ensino

Luiz Henrique Santos de Andrade, Marcos Antônio da Silva

Para compartilhar:

Descrição

APRESENTAÇÃO

“A palavra é mais difícil do que qualquer trabalho, e seu conhecedor é aquele que sabe usá-la a propósito. São artistas aqueles que falam no conselho. Reparem todos que são eles que aplacam a multidão, e que sem eles não se consegue nenhuma riqueza”. (Do ensinamento de Ptahhotep, vizir do rei Isesi, da 4ª dinastia, 2450 a. C., apud M. Manacorda, 1989, p. 14).

O processo de apresentação de um livro, por mais que todas as estratégias argumentativas sejam já conhecidas, é sempre, assim como a palavra, um trabalho difícil. Quando a apresentação em questão diz respeito a um conjunto de textos diversos, com a presença de pesquisadores de diferentes instituições públicas brasileiras e que discutem questões a partir de perspectivas teóricas distintas, mas sempre tendo como objeto o uso da língua em contextos reais, a dificuldade parece ganhar ares maiores.

Assim, prezado/a leitor/a, temos a mais pura noção de que as palavras introdutórias aqui expostas tão somente pincelarão sobre os pontos de luz que cada texto desta obra tem por objetivo trazer à tona e, dessa forma, o desvelamento das nuances que pedem por outros olhares e as contribuições que as pesquisas que compõem este livro podem iluminar, ou levantar outras tantas inquietações, o que também será de grande virtude, agora, já não mais pertencem aos seus autores, mas aos interlocutores.

No entanto, uma informação pode ser dada: os textos aqui expostos pensam a linguagem como um processo de interação e é apenas por meio dela que existimos e vivemos em sociedade.

É, portanto, com base nessa percepção, que o capítulo I apresenta um robusto levantamento das metáforas conceptuais presentes nas manchetes de jornal. Já o capítulo II presenteia o público leitor com uma interessante análise das atividades contidas no programa SOMA, a partir de uma perspectiva fonológica. A questão da leitura e da construção dos sentidos do texto é o objetivo maior do capítulo III, sobretudo no tocante ao texto de opinião.

Os capítulos IV e V passeiam pelo campo da literatura: aquele traz uma discussão sobre a objetificação x docilidade do corpo, a partir da visada de um romance de Mário Vargas Llosa; enquanto este reflete sobre os horizontes culturais a partir da análise de um conto de Alejandra Costamagna.

O capítulo VI, por sua vez, apresenta ao público um panorama revelador das imagens identificadas no trabalho de uma professora formadora de estágio. Já o capítulo VII objetiva fazer uma análise da ironia presente em material produzido pela equipe da Porta dos Fundos e o capítulo VIII, a partir de um ponto de vista mais teórico, traça um panorama dos estudos sobre a questão da polifonia.

Encerrando o nosso conjunto de textos, o capítulo IX traz uma análise da modalização avaliativa no gênero capa de revista, a partir da perspectiva da argumentação na língua e, por último, o X, apresenta uma excelente reflexão sobre como os professores da educação infantil de uma escola de Alagoas percebem o uso da música como objeto de ensino.

Conforme mencionamos, temos uma gama de objetos de pesquisa, uma variedade de perspectivas teóricas, algumas certezas e outras tantas dúvidas e um grande desejo: que este livro possa contribuir de alguma forma para outras futuras pesquisas e inquietações.

Os organizadores

Informação adicional

Ano de lançamento

2022

Número de páginas

176

ISBN

978-65-5869-691-9

ISBN [e-book]

978-65-5869-692-6

Organização

Luiz Henrique Santos de Andrade, Marcos Antônio da Silva

Formato

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Apenas clientes logados que compraram este produto podem deixar uma avaliação.