Available Filters

O Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) e a interdisciplinaridade no processo de desenvolvimento profissional docente

Maria Iolanda Monteiro

Para compartilhar:

Descrição

PREFÁCIO

Temos vivenciado um momento delicado dentro do cenário nacional, em que há uma contínua desvalorização da ciência e da profissão docente. No entanto, essa obra evidencia um movimento de formação e de prática educativa colaborativa voltado à defesa da Educação Pública de qualidade e para todos.

O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) foi criado em 2007 e atualmente, segundo site do Ministério da Educação e Cultura (MEC), tem como objetivo antecipar o vínculo entre os futuros mestres e as salas de aula da rede pública, fazendo uma articulação entre a educação superior (por meio das licenciaturas), a escola e os sistemas estaduais e municipais.

O PIBID/UFSCar obteve aprovação dos seus projetos em todos os editais e iniciou uma parceria, na qual a inserção das várias escolas municipais e estaduais no Programa e dos bolsistas licenciandos nas escolas se deram por meio da parceria colaborativa. Parceria essa que tem buscado a iniciação à docência dos licenciandos, a formação continuada dos professores em serviço na Escola Pública e a promoção da melhoria do ensino e da aprendizagem na Educação Básica nas redes parceiras.

O projeto da UFSCar aprovado no edital de 2018, a que se refere essa obra, foi intitulado “Parceria colaborativa entre universidade e escola: contribuições para a iniciação à docência” considerando a possibilidade da continuidade dos 10 anos do seu desenvolvimento e mantendo o seu caráter de inclusão e integração das diversas licenciaturas a partir da metodologia de formação colaborativa e interdisciplinar.

Esse projeto da UFSCar (2018) esteve vinculado ao Núcleo de Formação de Professores da UFSCar (NFP) e a metodologia se constituiu em dois pilares da iniciação à docência: 1. A colaboração entendida enquanto metodologia de formação de professores que articula a universidade e a escola e 2. A interdisciplinaridade enquanto metodologia que propicia a articulação entre diferentes áreas do conhecimento de forma a promover atividades teórico-práticas. Nesta obra esses pilares se evidenciaram ao observarmos a autoria dos nove capítulos que foram escritos pelas diversas parcerias entre os participantes do subprojeto de Pedagogia (licenciandos, professoras da Educação Básica e coordenadora de área) e ao identificarmos os movimentos da Política de iniciação à docência e do contexto profissional escolar na leitura dos mesmos. Esses movimentos foram vivenciados a partir do PIBID e descritos, sistematizados, analisados, selecionados e narrados neste livro pelos autores enquanto processo de aprendizagem docente pessoal, coletiva, profissional, institucional e social.

Informação adicional

Ano de lançamento

2022

ISBN [e-book]

978-65-5869-522-6

Número de páginas

165

Organização

Maria Iolanda Monteiro

Formato