Available Filters

Pêcheux em (dis)curso: entre o já-dito e o novo. Uma homenagem à professora Nadia Azevedo. Vol 2

Claudemir dos Santos Silva, Dalexon Sérgio da Silva

Para compartilhar:

Descrição

APRESENTAÇÃO – RESSONÂNCIAS DE NADIA AZEVEDO EM NÓS: DISCURSIVIZANDO EFEITOS DE GRATIDÃO E HOMENAGEM

Cada um que passa em nossa vida, passa sozinho, pois cada pessoa é única e nenhuma substitui outra. Cada um que passa em nossa vida passa sozinho, mas não vai só nem nos deixa sós. Leva um pouco de nós mesmos, deixa um pouco de si mesmo. Há os que levam muito, mas há os que não deixam nada. Essa é a maior responsabilidade de nossa vida, e a prova de que duas almas não se encontram ao acaso (ANTOINE DE SAINT-EXUPÉRY).

Tal qual O Pequeno Príncipe nos sentimos aqui tocados a produzir efeitos de sentido de gratidão e homenagem por aquela que nos cativou. E, sendo assim, inscrevemo-nos numa memória para enunciá-la poeticamente, uma vez que, como nos diz Saint-Exupéry (1994, p. 72), “tu te tonas eternamente responsável por aquilo que cativas”. Então, é nossa responsabilidade materializarmos a nossa (ex)orientadora, professora e pesquisadora, Nadia Azevedo, na epiderme deste livro.

A professora Nadia Azevedo nos cativou, agora ela é única para nós. E durante os seus quarenta anos de docência, que se completam em 2021, ela conquistou também a todos que a conheceram ao mostrar sempre, por exemplo, que “o essencial é invisível aos olhos” (SAINT-EXUPÉRY, 1994, p. 72). Nesse sentido, nas linhas de gratidão e homenagem, materializadas neste livro, trazemos, também, depoimentos de posições-sujeito cativadas por ela e que a cativam, a saber: filhos, irmão, marido, amiga, ex-orientadoras, orientandos, coordenadoras (geral dos Programas de Pós-Graduações (PPGs) e do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem na Universidade Católica de Pernambuco – PPGCL/UNICAP) e professoras.

É nesse ponto de encontro que uma memória se inscreve numa atualidade. Então, no já-dito temos a professora Nadia Azevedo, que desde 1981, desempenha suas atividades docentes, lotada no Curso de Fonoaudiologia na UNICAP. Nesse cenário, em 2007, tornou-se professora e pesquisadora no PPGCL/UNICAP. No mesmo ano, no segundo semestre, seus estudos e pesquisas apontaram para a necessidade da criação de um grupo de extensão. E, assim, foi fundado o Grupo de Estudos e Atendimento à Gagueira (GEAG), formalizando-se como um espaço de pesquisa e interação, que já se encontrava em funcionamento, embora em fase experimental.

Todos esses resultados levaram a UNICAP, através do PPGCL, da Graduação em Fonoaudiologia e Letras, a desenvolver pesquisas multidisciplinares, com destaque para a comunicação, destinada a pessoas com alterações de linguagem, mais precisamente, a gagueira. Com isso, procurando preservar a indissociabilidade entre Ensino, Pesquisa e Extensão, norteadora das ações da comunidade universitária, num esforço continuado em busca da melhor qualidade (AZEVEDO, 2018).

A posteriori, em 2008, a professora Nadia Azevedo assumiu a posição-sujeito de coordenadora do PPGCL/UNICAP, permanecendo por duas gestões (4 anos, de 2008 a 2012). Dessa maneira, a professora Nadia passou a atuar na área de concentração: Teoria e Análise da Organização Linguística, área subdividida em duas linhas de pesquisa: 1) Aquisição, Desenvolvimento e Distúrbios da Linguagem em suas diversas manifestações e 2) Processos de Organização Linguística e Identidade Social. E, desde então, desenvolve seus estudos e pesquisas, a partir de sua filiação à Análise do Discurso pecheutiana (doravante AD). Neste momento, é preciso destacarmos que, a professora Nadia foi uma das pioneiras a trabalhar com essa perspectiva teórica e analítica em Pernambuco. E é partir de tal aporte, que possibilitou também perscrutarmos a gagueira sob a perspectiva discursiva.

Entre o novo a se dizer sobre a professora Nadia, congratulamonos com cada um dos autores presentes neste livro. Nesse sentido, fomos cativados por vocês e lhes agradecemos também, queridos autores, pois nos cativaram desde o primeiro momento no qual lemos os textos da maioria dos que marcam presença (conhecidos nossos, desde as aulas da professora Nadia Azevedo). Além disso, fomos cativados pelos autores que conhecemos nesse processo de partilha deste livro, que se deu, porque temos necessidade da alteridade constitutiva neste processo de construção coletiva. Diante disso, é pertinente destacarmos que, “[…] se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo, e eu serei para ti única no mundo” (SAINT-EXUPÉRY, 1994, p. 66-67).

E assim, cativados também por vocês, queridos autores, organizamos, neste entremeio, este livro intitulado: Pêcheux em (dis)curso: entre o já-dito e o novo, como uma homenagem à professora Nadia Azevedo, que reúne uma coletânea de textos científicos, em dois volumes. Nessa tessitura, tanto o primeiro como o segundo volume estão divididos em quatro partes, nas quais, os textos são mobilizados por meio de um gesto de interpretação dos seus pesquisadores nas mais variadas temáticas, a partir das concepções teórico-analíticas da Análise do Discurso pecheutiana.

[…]

Dalexon Sérgio da Silva
Claudemir dos Santos Silva
(Os organizadores)

Informação adicional

Ano de lançamento

2021

Número de páginas

421

ISBN

978-65-5869-135-8

ISBN [e-book]

978-65-5869-136-5

Organização

Claudemir dos Santos Silva, Dalexon Sérgio da Silva

Formato

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Apenas clientes logados que compraram este produto podem deixar uma avaliação.