Available Filters

O trabalho com videoanimação em sala de aula: múltiplos olhares

Helena Maria Ferreira, Jaciluz Dias

Para compartilhar:

Descrição

APRESENTAÇÃO

Trabalhar (com) a lingua(gem) no âmbito da formação de professores é uma responsabilidade e uma construção. A concepção que abraçamos e que tem direcionado nosso trabalho é a de que essa construção seja um fazer conjunto, entre os vários sujeitos envolvidos.

A identificação e – podemos dizer – o encantamento com Projeto Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid), gerido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior (Capes/MEC) e coordenado, em âmbito local, pelas Instituições de Ensino Superior (IES), em conjunto com a rede pública de Educação Básica, advém da possibilidade de trabalhar em uma dimensão que contempla essa concepção.

No caso do Pibid Letras, na área de Português, vimos, desde a sua implantação na Universidade Federal de Lavras (UFLA), em 2011, pautando nossas ações por uma dinâmica, para todos os sujeitos envolvidos (coordenação, bolsistas, professor supervisor), de uma relação indissociável entre teoria e prática, entre as dimensões da pesquisa e do ensino.

Convictos somos de que não faz sentido conceber-se uma sala de aula que não seja o mundo concreto dos estudantes da Educação Básica, dos professores, dos professores em formação, de nós pesquisadores e docentes na Universidade pública. Nesse mundo, que dialoga com o mundo exterior em um diálogo respeitoso e mutuamente constitutivo, a língua e as linguagens são uma parte importante e privilegiada de trabalho, seja como nosso objeto específico de atuação, seja como ingrediente de outros saberes com os quais e por meio dos quais nos (re)conhecemos na existência, em sociedade, sob uma dimensão epistêmica e ética.

Este livro representa um momento dessa construção, já que estamos imersos em uma rede de culturas e de práticas socioculturais e tecnológicas que se constituem pela inter-relação, rapidez e por múltiplas possibilidades de interação entre sujeitos, entre saberes e, enfim, entre percepções desses sujeitos sobre si mesmos e sobre os saberes de cuja elaboração/produção, circulação e recepção participam. Um mundo concreto de muitas semioses integradas em acontecimentos, em atos de linguagem nos quais tais sujeitos marcam sua presença na sociedade em que vivem.

Nesse viver multissemiótico, pluricultural e cada vez mais sofisticadamente tecnológico, elegemos um gênero discursivo que entendemos estar no cotidiano de todos esses sujeitos envolvidos na vivência da sala de aula: a videoanimação.

Consideramos que os gêneros do discurso são mais do que estruturas das línguas e das linguagens. Tomando-os como necessariamente práticas de linguagem e práticas sociais, nossa abordagem no Pibid foi a de interligar o estudo teórico, o interesse analítico a partir da experiência de espectadores no mundo concreto e, finalmente, o horizonte sociocultural dos estudantes da Educação Básica.

O livro que temos, agora, a satisfação de apresentar, consiste na culminância desse trabalho de estudo, discussão e vivência do gênero videoanimação, tendo sido pensado enquanto oportunidades de prática, nas salas de aula, de ensino e de aprendizagem de língua portuguesa. São 21 capítulos, cada um deles analisando videoanimações, sob vários enfoques teóricos, tendo em vista perspectivas de trabalho didático-pedagógico. O leitor para quem esses textos foram destinados são os professores da Educação Básica e os professores em formação no Curso de Licenciatura em Letras.

Informação adicional

Ano de lançamento

2019

ISBN [e-book]

978-85-7993-750-7

Número de páginas

406

Organização

Helena Maria Ferreira, Jaciluz Dias

Formato