Available Filters

Preservação digital e suas facetas

Sandra de Albuquerque Siebra, Vildeane da Rocha Borba

Para compartilhar:

Descrição

APRESENTAÇÃO

Uma faceta pode ser definida como um “aspecto particular de algo ou de alguém, visto sob determinado ponto de vista1”. Isso se relaciona a uma característica ou aspecto de algo. E a Preservação digital – que pode ser definida como um conjunto de princípios, ações e estratégias de cunho político, técnico, tecnológico e gerencial, que visam superar as mudanças tecnológicas e a fragilidade dos suportes, garantindo o acesso e a interpretação de objetos digitais pelo tempo que for necessário2 , mantendo sua identidade, integridade e autenticidade –, que, com certeza, tem várias facetas.

Sendo assim, o título deste livro expressa bem o seu objetivo de apresentar a preservação digital, a partir de vários ângulos, sob diversos olhares, de acordo com pesquisas e percepções, embasadas em teorias e pautadas em práticas desenvolvidas pelos pesquisadores dos grupos de pesquisa Memória e Sociedade, Núcleo de Curadoria Digital e Estudos Epistemológicos da Informação, do Departamento de Ciência da Informação e do Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). De fato, este livro é resultado da colaboração de vários pesquisadores destes grupos de pesquisa que, apesar de estarem como autores em capítulos específicos, trabalham juntos e trocam cotidianamente conhecimentos e experiências, em prol da preservação e acesso, a longo prazo, ao patrimônio histórico, cultural, científico e memorial.

Além disso, para além dos que participaram diretamente na construção deste livro, são coparticipes dele e merecem nosso mais sincero agradecimento todos os componentes e colaboradores dos respectivos grupos de pesquisa, que participaram de discussões e reflexões sobre Preservação Digital. Assim como as instituições e organizações onde foram realizadas as práticas necessárias para a internalização e o amadurecimento de conceitos. Também, as agências de fomento e instituições financiadores, tais como o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), a Fundação de Amparo a Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (FACEPE), a Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), a Embaixada do Reino dos Países Baixos no Brasil, o Sistema de Incentivo à Cultura do Estado de Pernambuco, entre outros, que contribuíram para a formação e aprimoramento da infraestrutura tecnológica do Laboratório Liber (em que os projetos são desenvolvidos) e/ou para o próprio desenvolvimento de projetos.

(…)

Informação adicional

Ano de lançamento

2021

ISBN [e-book]

978-65-5869-327-7

Número de páginas

350

Organização

Sandra de Albuquerque Siebra, Vildeane da Rocha Borba

Formato